Por Giovana Helena

Na última terça-feira, 05 de abril, a FPAC contou com a presença de Mayara de Oliveira para uma palestra sobre como é trabalhar na televisão. Mayara é formada em Rádio e TV e pós-graduada em Produção Executiva e Gestão de Televisão, e durante a palestra, abordou temas como a importância da televisão no Brasil e o crescimento do meio digital, com destaque para os desafios e desenvolvimento da integração entre os canais de comunicação para públicos diversos e diferentes linguagens.

Mayara trouxe a sua experiência e o cotidiano no mundo da produção audiovisual, e apontou caminhos importantes da sua graduação, dando algumas dicas: aproveitar os trabalhos acadêmicos, desenvolver o networking, sempre se mostrar interessado, consumir programas de televisão com um olhar crítico, procurando entender e analisar os detalhes da programação, e por fim, consumir conteúdo sobre a TV, analisando tendências e seguindo páginas que abordam sobre o assunto.

A palestrante também falou um pouco sobre os caminhos para ingressar no mercado de trabalho, ressaltando que todas as suas experiências profissionais contaram com o apoio de pessoas que ela conheceu nesse meio pelo bom relacionamento, por levar a sério o período de estudo, por meio dos programas de estágio, cursos internos e por recrutamento. Ressaltou as habilidades necessárias que um profissional deve ter para trabalhar na televisão, como se comunicar bem e saber trabalhar em equipe, além de ter uma especialização, aprender a lidar com a pressão e, não menos importante, ter ética, pois dentro do território de televisão, no meio de muitas pessoas famosas, é necessário saber lidar com as emoções e respeitar o espaço profissional.

Mayara também deu alguns exemplos de funções dentro da TV, como a parte de produção, profissionais de produção de conteúdo, roteiro, produção artística responsáveis pela montagem de elenco, produtor executivo, produtor de engenharia e outros. Apresentou também as áreas técnicas, ou seja, que demandam habilidades mais aprofundadas, e são elas: cinegrafista, diretor de fotografia, operador de áudio e produtor de estúdio.

Após contextualizar o mundo da TV, Mayara contou sobre sua trajetória profissional. Com 18 anos, trabalhou como animadora em um buffet infantil onde fez contato com a equipe de filmagem e foi contratada para trabalhar editando vídeos de aniversários infantis.

Aos 21 anos, entrou na faculdade de Rádio e TV e estagiou dentro da faculdade, atuando como editora, porém sempre se mostrou interessada em outras áreas, principalmente em gravação e roteirização. Trabalhou também na Play TV, uma emissora jovem de música, videogame e cinema. Foi estagiária de programação, em seguida passou pelo estágio de produção e foi efetivada como assistente de produção.

Após essa experiência, foi trabalhar na Multishow (Gsat), atuando como assistente de produção de um programa jornalístico semanal, além de trabalhar em eventos ao vivo e transmissões de shows e festivais como Rock in Rio e Lollapalooza. Trabalhou também como assistente de direção no ao vivo, produção de conteúdo artístico e produção executiva. Atualmente trabalha na área digital dos canais do grupo Globo com produção de conteúdo (Branded Content).

A palestra foi finalizada com as perguntas dos alunos presentes, destacando temas como as mudanças que aconteceram no mundo da comunicação, a transição e a presença do digital e das redes sociais, as novas exigências do mercado e o perfil dos profissionais. Sobre o futuro, Mayara disse que depende muito do momento, mas citou o exemplo de que, durante a pandemia, foi possível perceber a importância da televisão como forma de entretenimento.

A palestra superou as expectativas de todos. Com certeza, o público saiu com uma bagagem maior sobre áreas de atuação do curso e foi excelente para esclarecer dúvidas sobre a profissão.